sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

A vida é trêmula até debaixo d'água

(foto: Rafael Saes)
Porque a vida é assim...
Cheia de altos e baixos. Em um mesmo dia é possível sentir inúmeras sensações opostas. A gente pode estar feliz em um minito e no outro cair numa tristeza sem tamanho. A gente pode estar rindo de manhã e chorando ao entardecer. Até a o tempo entra nessa...com aquele belo sol pela manhã e uma chuvinha pela noite que dá aquela vontade de ver um filme ao lado de quem se gosta. O que vale é viver cada emoção intensamente e tirar proveito de todas elas e de todas as situações. Vale lembrar que o guarda-chuva só serve pra tapar a sua cabeça, o resto do teu corpo irá ficar ensopado, isso quando o guarda-chuva não vira com o vento e então adios cabelos secos e chapinhas (interprete como bem entender).

ps: repararam na minha "queda" por fotografia em preto e branco né?

4 comentários:

Mariana disse...

O bom é que eu não preciso de chapinha. HISUAHSAHOIUEUIOS
Gostei do texto, Rafa.
Beijo :*

Danillo Saes disse...

Ei Rafinha... mais uma vez superando a habilidade de fotografar, interpretar as pessoas e expor, não só pela foto, mas também por palavras! Nota 1000 carinha....
Uma vez a mãe me disse uma frase pra eu escrever em um cartão pra Le, e eu nunca vou esquecer, e vem de encontro com o que você escreveu:

"A vida é feita de pequenos momentos. Por isso, viva cada momento como se fosse uma vida... e a vida como se fosse um único momento!" - Maria Lucia Xavier Saes

Parabéns cara... você é Demais mesmo!

Amo você meu brother!

Beijão...

Dan

Diogo Saes disse...

dae rafa...
cara, eu q o diga em relacao a esta montanha russa de sentimentos...
aki no intercambio mudo de semblante do nada tambem... acho que consigo entender o que voce quer dizer com isso.

Uma dica: compra uma capa de chuva! hehehe

abracao rafa! =)

Stella Brazil disse...

Lindo movimento Rafa...suas Pbs são lindas...eu não consigo...rs