sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Pura formalidade

(foto: Rafael Saes ~ Copyright © 2009 - Rafael Saes all rights reserved)
Fotografando inúmeras reuniões durante alguns trabalhos comecei a observar como algumas pessoas em determinados momentos/lugares são superficiais. Elas simplesmente estão nos lugares mas não estão, parecem estar perto de você mas estão longe..bem longe , olham pra você mas não te enxergam. Se você clicar na foto acima para vê-la em tamanho maior irá entender. Repare como a maioria do público presente está com seu olhar ou expressão dispersos. Um dormindo, outro olhando pro além, outro olhando para as mãos, um se mexendo, outros olhando para o rapaz que está falando porém nitidamente apenas olhando...sem enxergar, e sim, alguns com uma cara de quem realmente está interessado. Me faz lembrar minha sala de aula na faculdade...aulas e mais aulas e pouquíssimas vezes conseguir ver uma maioria interessada no que estava a sua frente. Eu mesmo muitas vezes apenas estava presente de corpo e olhe lá! É extremamente complicado realizar algo sem vontade, sem paixão, sem ânimo. Mas nem sempre iremos estar onde gostaríamos de estar, nem sempre iremos fazer o que gostaríamos de fazer...só não se pode fazer de sua vida uma vida de desgostos e desânimos. Pura formalidade...Sorria, você está sendo filmado.

3 comentários:

Diogo Saes disse...

A melhor parte do post foi o "Sorria, voce esta sendo filmado" hehehe....
agora tem que ter uma nova frase, "Sorria, voce esta sendo fotografado!!!"

abraco rafa! =D

Danillo Saes disse...

Ae Rafinha... despertando o lado poeta e jornalístico do seu ser hein!
Cara... junto o diário de bordo do Di, as coisas que você escreve, as coisas que a mãe escreve, as pérolas do pai e um pouco de alguma coisa que eu escrevi... cara... isso dá um livro!
Pensei até num nome agora, que vou mandar por e-mail pra você e pro Di, pois aqui não é bom colocar né...

Mas, falando sobre o que você escreveu... é isso mesmo cara... concordo plenamente com o que você disse... e isso acontece em todos lugares: reuniões, trabalhos, igrejas, grupos e amigos, escola...

É isso ae... grande abraço, meu poeta!

Dan

Jefferson disse...

Esse trecho falou tudo!
..."Mas nem sempre iremos estar onde gostaríamos de estar, nem sempre iremos fazer o que gostaríamos de fazer...só não se pode fazer de sua vida uma vida de desgostos e desânimos"...
Palavras sábias de um fotojornalismo perspicaz.